Home Destaque Inquérito apura degradação ambiental em área de preservação às margens do rio Longá em Barras-Pi

Inquérito apura degradação ambiental em área de preservação às margens do rio Longá em Barras-Pi

3 primeira leitura
0
0
92

O Ministério Público do Piauí, através da promotoria de justiça de Barras apura a degradação ambiental em Área de Preservação Permanente-APP das margens do rio Longá e os efeitos negativos ao meio ambiente, além averiguar a melhor forma de recomposição da área atingida pelos investigados Gerson Costas Freitas e Jucélio de Carvalho Borges.

O relatório do Batalhão de Policiamento Ambiental da Polícia Militar do Estado do Piauí identificou no primeiro local vistoriado estar havendo a supressão da vegetação nativa praticada por Jucélio de Carvalho Borges (que se apresentou como responsável pelo local, pois, segundo ele, a área seria de propriedade do seu falecido pai), sendo que o local fica fora da área de preservação permanente (APP), porém, o desmate se deu sem a autorização do órgão competente.

A mesma equipe de policiais militares ao realizar vistoria no segundo local, em área de preservação permanente as margens do rio Longá nas proximidades do assentamento Passa Tudo, localizou pontos de extração de pedras paralelepípedo sem a devida permissão, licença ou autorização do órgão competente, com a identificação de Gonçalo Pereira Lira como responsável pelo ato ilegal, que, por
sua vez, indicou Gerson Costas Freitas como proprietário do local e responsável.

O promotor Glécio Paulino Setúbal da Cunha e Silva determinou uma série de diligências para apuração do caso e a expedição de notificação aos investigados, Gerson Costas Freitas e Jucélio de Carvalho Borges, para que, caso queiram, apresentem contrariedade aos argumentos lançados.

 

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Redação
Carregar mais por Destaque

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias (PORTAL REDE POP TRANSMÍDIA) reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós. Postagens criminosas, que firam a legislação brasileira serão repassados às autoridades policiais competentes para rastreamentos e as medidas legais cabíveis aos criminosos.

Veja Também

Funcionário dos Correios é mantido refém e carga é roubada

Um funcionário dos Correios foi mantido como refém durante um assalto na zona norte de Ter…