Home Polícia Vídeo flagra médico agredindo mulher grávida durante o parto

Vídeo flagra médico agredindo mulher grávida durante o parto

5 primeira leitura
0
0
354

Circula nas redes sociais um vídeo chocante que mostra uma mulher em trabalho de parto sendo agredida por um médico obstetra. Em dado momento, ao 1 minuto e 46 segundos do vídeo, ela recebe tapas do médico entre as pernas e chora. O profissional é apontado como o obstetra Armando Andrade Araújo, e o caso ocorreu na maternidade Balbina Mestrinho, em Manaus (AM).

Segundo a Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (Susam), o vídeo é de 2018 e ocorreu há nove meses. No entanto, não há qualquer registro de denúncia na maternidade ou na Ouvidoria à época.

Nas imagens que começaram a circular no Facebook na última terça-feira (19), a mulher aparece deitada em posição ginecológica e parece exausta. O médico, sentado à frente da parturiente, pede que ela “desça ainda mais”, para ficar mais acessível a ele. Ela reclama de cãibra na perna, chora de dor e pede ajuda. Uma enfermeira se aproxima para fazer massagem na perna da parturiente e, nesse momento, uma outra mulher, aparentemente a acompanhante, aparece no vídeo dizendo que a grávida não tem condições de fazer parto normal e pede que o médico a leve para o centro cirúrgico.

“Por favor, doutor, estou lhe pedindo, estou lhe implorando, por favor”, diz a mulher. “Ela não tem condições, por favor, doutor. Salva a vida dela e do bebê”, completa. Diante da negativa do médico, a mulher diz: “Então vou chamar a imprensa aqui”. O obstetra responde: “Pode chamar quem for. Eles vão ver que ela não ajuda”. A mulher insiste: “Ela está em trabalho o dia todo, doutor”. E ele responde: “Pode chamar!”. Nesse momento, o médico bate nas virilhas da parturiente, com as duas mãos espalmadas. E ela grita de dor. A cena, exibida ao 1 minuto e 46 segundos do vídeo, é chocante. Ele se levanta e ordena: “Desce aí pra baixo”. A parturiente chora e diz: “Ele me bateu”. Um outro profissional se aproxima e aparentemente checa a dilatação da mulher enquanto o médico a faz ficar encostada na maca.

Médico deve ser afastado

Em nota, a Susam (Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas) diz que não está de acordo com a conduta praticada pelo médico e afirma que o vice-governador e secretário de estado de Saúde, Carlos Almeida, irá solicitar à direção do Instituto de Ginecologia e Obstetrícia do Amazonas (Igoam), empresa ao qual o profissional é cooperado, o seu afastamento. E também reiterar pedido de providências ao Conselho Regional de Medicina (CRM). O Conselho Regional de Medicina do Estado do Amazonas (Cremam) informa que abriu uma Sindicância ‘ex officio’ (por iniciativa do juiz ou da autoridade administrativa, isto é, sem a necessidade de pedido pela parte interessada;  no caso, a paciente) para investigar o ocorrido.

Carregar Mais Artigos Relacionados
Carregar mais por Redação
Carregar mais por Polícia

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias (PORTAL REDE POP TRANSMÍDIA) reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós. Postagens criminosas, que firam a legislação brasileira serão repassados às autoridades policiais competentes para rastreamentos e as medidas legais cabíveis aos criminosos.

Veja Também

Casal é procurado suspeito de torturar e matar autônomo de José de Freitas

A polícia está à procura de um casal suspeito de ter torturado e matado o autônomo João Lu…